História

Pasquale Aloia

Pasquale Aloia

A história empresarial da família Aloia tem suas raízes na antiga tradição mercantil dos chamados Amalfitanos. Bravos marinheiros e armadores, os Amalfitanos criaram uma densa rede de negócios no Sul do Mediterrâneo, nomeadamente na região Calábria. Pasquale Aloia, nascido em 1855, transmitiu essas tradições comerciais aos seus filhos, Vincenzo e Antonio e, no início do século XX, começaram seus negócios de géneros alimentícios, por conta própria.
Antonio Aloia

Antonio Aloia

Antonio Aloia, com seu irmão Vincenzo, desenvolve a atividade rapidamente e já nos anos vinte, importa cereais dos Estados Unidos da América para Nápoles. Em seguida, na mesma Calabria, eles constroem instalações de armazenagem de mercadorias, incluindo, como produto primário, o pescado importado do Norte da Europa. Alem disso, realizam um moinho de cilindros e também, com alguns parceiros, uma fábrica de pasta.
Domenico e Pasquale Aloia

Domenico e Pasquale Aloia

Imediatamente após a guerra, Domenico e Pasquale apoiam o pai Antonio no negócio. Mais tarde, no final dos anos cinquenta, Domenico é especializado na importação de conservas de peixe, estabelecendo sua sede no porto de Nápoles.
Riccardo, Giandomenico e Francesca Aloia

Riccardo, Giandomenico e Francesca Aloia

Em 1973, a atividade de Domenico, com a inclusão do filho Riccardo, foi transformada na atual forma de corretagem internacional. Então, até hoje, a quinta geração, composta pelos filhos de Ricardo, Giandomenico e Francesca vai continuar ... a história.